Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Atleta do projeto de canoagem ganha OURO no Campeonato Sul-americano
Início do conteúdo da página

Atleta do projeto de canoagem ganha OURO no Campeonato Sul-americano

Publicado: Quarta, 29 de Dezembro de 2021, 08h48 | Última atualização em Quarta, 29 de Dezembro de 2021, 08h52

9Q6A8583 EditA atleta Ana Luiza Amaral Fernandes de Souza ganhou o OURO no Campeonato Sul-Americano de Canoagem Velocidade.

O campeonato foi realizado na cidade de Montevidéu, no Uruguai e a atleta conquistou o 1º lugar na categoria C2 FEMININO MENOR 1000 M juntamente a atleta Thayna de Oliveira Teixeira.

Ana Luiza também competiu na categoria C2 feminino 500 M e conquistou a 4ª colocação.

Segundo a atleta, tal resultado foi muito importante, pois foi a conquista de um objetivo e possibilitará que ela cresça mais no esporte. Ana ressaltou que praticar esportes, como a canoagem, é muito importante, visto que os treinos contribuem com a saúde, com as relações familiares e ajudam a tirar jovens de caminhos errados.

De acordo com a atleta, o principal desafio dessa conquista foi conciliar treinos pesados com a rotina escolar on-line, devido a pandemia da COVID - 19. Mas ela agradeceu seu treinador Thales Bianchi, amigos, colegas de equipe e familiares por terem a apoiado e disse que os últimos resultados têm sido um grande incentivo para que ela continue se dedicando ao esporte.

A atleta ainda citou que está animada para as competições do ano que vem e já está se preparando para campeonatos como o Sul-Americano, o Mundial, a Copa Brasil, o Campeonato Brasileiro, dentre outros.

Ana Luiza treina com a equipe do Projeto de Canoagem que hoje conta com apoio do IFSULDEMINAS, da Prefeitura Municipal e da Associação de Canoagem.

A convocação

A convocação da atleta atleta Ana Luiza foi realizada levando em consideração os critérios estabelecidos no Plano de Trabalho 2021, os resultados do Campeonato Brasileiro de Canoagem Velocidade 2021, bem como a definição do Comitê de Canoagem Velocidade, em reunião ocorrida no dia 05 de dezembro.

A atleta conquistou o 2º lugar na categoria C1 menor 500m do Campeonato Brasileiro de Canoagem, que ocorreu entre os dias 3, 4 e 5 de dezembro em Cascavel, no Paraná, e contou com 380 atletas - sendo 70 paralímpicos, de 38 clubes, de 12 Estados.

O Campeonato Sul-Americano

O Campeonato Sul-Americano de Canoagem Velocidade e Paranoagem foi organizado e fiscalizado pela Federação Uruguaia de Canoagem, com o apoio e supervisão da Confederação Sul-Americana de Canoagem (COSURCA).

Denominado “Joao Tomasini Schwetner”, teve como homenagem e reconhecimento o ex-dirigente que foi Presidente da Confederação Brasileira de Canoagem.

Ao todo, o Campeonato contou com a participação de 350 atletas, de 6 países, entre eles o Brasil. Os atletas brasileiros conquistaram 30 medalhas, sendo 14 de ouro, 9 de prata e 7 de bronze.

Veja o resultado completo dos canoístas e paracanoístas brasileiros

9Q6A8590 RecuperadoO projeto de canoagem

Ana luiza começou a treinar em 2018 no projeto de Canoagem por influência de amigas e, atualmente, deseja se tornar uma grande atleta e levar o nome da sua cidade e do seu país. Aos interessados em praticar o esporte, Ana Luiza disse que "a partir do momento que você entra na canoagem, você não será mais só um atleta. Nós nos tornamos uma familia, com um sempre apoiando o outro e sempre procurando ajudar o próximo. Com o esporte podemos tirar muitos jovens de vícios". 

Ana Luiza treina com a equipe do Projeto de Canoagem que hoje conta com apoio do IFSULDEMINAS através da disponibilização do centro de canoagem, das instalações do CeCAES; da Prefeitura Municipal que viabiliza alimentação durante as viagens; e da Associação de Canoagem que viabiliza a hospedagem e taxas de inscrição dos campeonatos.

Os alunos tem como Técnico o professor Thales Bianchi e contam ainda com o apoio do bolsista Iago Lino.

Segundo o técnico Thales, "o incentivo à participação dos atletas em campeonatos é a coroação do que eles passaram durante os treinamentos, porque eles vêm para o projeto e fazem as aulas com o objetivo de estar em seu melhor estado para disputar uma competição. Isso garante um estímulo maior para o atleta".

Ele ainda destacou que "o fomento aos esportes de base é importantíssimo para as seleções futuras e para o crescimento dos atletas. Então essa parceria firmada entre o Instituto, a Prefeitura e a Associação é importantíssima para ensinar aos atletas os valores de outras culturas, de outras equipes que encontraremos nos campeonatos e de outras realidades do nosso Brasil".

Treinamentos

Os treinamentos para o Campeonato foram ainda mais desafiadores por conta da pandemia. Ana Luiza destacou que "devido à pandemia, o projeto ficou parado um ano e meio, retornando agora em junho, e os treinamentos foram bem intensos para que eu conseguisse trazer esse resultado. Com treinamentos todos os dias, com dois períodos, 10 sessões por semana, com rodagem na água, corrida e musculação".

O treinamento da equipe foi todo realizado no Centro de canoagem do Campus Muzambinho com um mínimo de 15 horas de treinamento por semana, trabalho de musculação, corrida e atividades na água.

TEXTO E FOTOS: ASCOM

Fim do conteúdo da página