Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Do estágio à contratação: A jornada de uma egressa do Campus Muzambinho
Início do conteúdo da página

Do estágio à contratação: A jornada de uma egressa do Campus Muzambinho

Publicado: Quinta, 02 de Setembro de 2021, 16h26 | Última atualização em Sexta, 03 de Setembro de 2021, 08h55

DSC 0040Juliana Coimbra Araújo tem 22 anos, é natural de Muzambinho-MG e iniciou sua trajetória no IFSULDEMINAS - Campus Muzambinho no ano de 2014, quando ingressou no Curso Técnico em Agropecuária Integrado ao Ensino Médio.

Ao longo dos sete anos seguintes, Juliana recebeu no Campus Muzambinho a formação que, segundo ela, escolheu por conta da qualidade e também proximidade de casa.

Hoje funcionária de uma importante empresa do agronegócio, a egressa contou à nossa equipe sobre como a formação no IFSULDEMINAS - Campus Muzambinho influenciou sua vida profissional, além de comentar as oportunidades para profissionais do ramo e o papel da mulher neste concorrido mercado de trabalho.

Confira a entrevista:

ASCOM - Campus Muzambinho: Você participou de quais atividades específicas voltadas para a Agronomia no Campus Muzambinho? Como contribuíram para a sua formação acadêmica?

Juliana: Desde meu início na faculdade sempre participei de grupos de estudos, monitorias e pesquisa. Pude participar e estar junto à fundação do grupo de estudos GECAF e da empresa jr SOMA Jr. Também participei dos grupos de estudos NEPAGRO, GEAGRO e ministrei monitoria das disciplinas de cafeicultura e solos. Considero essas atividades fundamentais no meu desenvolvimento, pois lá pude aprofundar os estudos, praticar princípios de gestão de pessoas, relacionamento e oratória em público. Durante este tempo, com as participações em eventos como feiras, encontros, congressos e afins, pude fazer networking, que auxiliam na inserção do estudante no mercado de trabalho.

manha 12

ASCOM - Campus Muzambinho: Como o aprendizado teórico e prático pôde ajudar na sua formação profissional como agrônoma para entrar no mercado de trabalho?

Juliana: O conhecimento teórico proporcionado pelo curso é um embasamento de suma importância para abordagem prática, permitindo maior entendimento das atividades desenvolvidas rotineiramente. As aulas práticas marcaram o início do contato com o campo, trazendo casos reais e atuais que vivenciamos no cotidiano.

ASCOM - Campus Muzambinho: Quais os principais diferenciais do Engenheiro Agrônomo formado pelo Campus Muzambinho?

Juliana: Os diferenciais do engenheiro agrônomo formado pelo campus é a boa capacitação teórica e prática, proporcionada pela estrutura completa, com fazenda e laboratórios que possuem as mais novas tecnologias.

ASCOM - Campus Muzambinho: Qual o sentimento em fazer parte da história do IFSULDEMINAS - Campus Muzambinho?

Juliana: O sentimento é de alegria e orgulho em fazer parte desse campus, que esse ano completa 68 anos de história. Gratidão em ter sido parte integrante e atuante do Instituto Federal Do Sul De Minas Gerais - Campus Muzambinho. Imensamente feliz e grata por toda a contribuição pessoal e profissional adquirida nesse importante centro de ensino.

ASCOM - Campus Muzambinho: Como o Campus Muzambinho a incentivou na busca por seus objetivos?

Juliana: Sim, o campus sempre incentivou os seus discentes, seja por meio do fomento de bolsas de estudos, eventos e acima de tudo, educação de qualidade. Os pilares, tais como: ensino, pesquisa e extensão proporcionados pelo campus foram o maior incentivo para buscar nossos sonhos. A proximidade com o corpo docente foi de suma importância, uma vez que nos deixavam à vontade para conselhos pessoais e profissionais. Com toda certeza, as pessoas que ali estavam corroboraram ativamente para dar início a busca de todos meus sonhos.

ASCOM - Campus Muzambinho: Quais conselhos você daria para os alunos do curso de Engenharia Agronômica?

Juliana: Meu conselho é aproveitar tudo o que o campus oferece. Participar de grupo de estudos, empresas juniores e projetos de pesquisa. Leve a sério tudo o que os professores nos incentivam, os trabalhos de campo, atividades práticas, pois tudo isso vai ser cobrado quando entrarmos no mercado de trabalho. O instituto possui uma ótima estrutura física, além de um corpo docente altamente qualificado, resta ao aluno saber usufruir de todos estes benefícios.

DSC 0061

ASCOM - Campus Muzambinho: Como surgiu a oportunidade de estagiar em Goiás? Qual a cidade?

at 08.34.55Juliana: A oportunidade surgiu pela internet, onde realizei provas e entrevistas. Durante o processo, não sabíamos onde seria o local de atuação, podendo estagiar em qualquer região do País. Após o resultado positivo, fui direcionada para o município de Catalão, localizado no sudeste Goiano.

ASCOM - Campus Muzambinho: Explique algumas das suas atividades enquanto estagiária: Parte delas chegou a desenvolver nas ações práticas no curso do Campus Muzambinho? Quais?

Juliana: Durante o período de estágio, realizei o desenvolvimento de novos produtos no portfólio, realização de eventos, instalação de campos demonstrativos e treinamento para equipe comercial. Dentre estas atividades, já possuía experiência em realizar experimentos, treinamentos, eventos e elaborar relatórios.

ASCOM - Campus Muzambinho: O seu bom rendimento como estagiária teve influência direta na sua contratação? Explique:

Juliana: Sim, a partir do meu desenvolvimento e rendimento durante o período de estágio tive a oportunidade de continuar na revenda em que estagiei, na função de Assistente de geração de demanda.

ASCOM - Campus Muzambinho: Por que trabalhar nesta empresa e em outro Estado?

Juliana: Escolhi sair de casa e vim para essa região pois observei uma oportunidade de crescimento profissional e pessoal, visto que é uma região extensa e com grande potencial de crescimento. at 08.34.55 1

 ASCOM - Campus Muzambinho: Como vê o papel da mulher no campo? 

Juliana: A presença da mulher no campo registra um momento de empoderamento em que a mulher passa a fazer parte igualmente dos processos do agronegócio. Por mais que isso tenha demorado a ter acontecido, hoje é comum encontrarmos colegas de profissão.

ASCOM - Campus Muzambinho: A demanda por alimentos está cada vez maior. Acredita que a profissão que escolheu será cada vez mais necessária? Explique:

Juliana: Com certeza. A população está mais numerosa a cada ano, e a produção de alimentos precisa acompanhar o crescente aumento do consumo, o que torna a profissão de agrônomo uma das mais importantes.

ASCOM - Campus Muzambinho: A diversidade de culturas agrícolas no Brasil é ampla. Qual é a sua atual área de atuação? Explique:

Juliana: Atualmente trabalho com cereais e oleaginosas. Cultura que pouco vivenciei, pois o foco regional e da minha graduação foi café. No início foi um desafio, mas com muita resiliência e perseverança estou conseguindo me adaptar, desenvolver e acima de tudo gostar dessa área.

Texto: ASCOM
Fotos: Arquivo ASCOM e cedidas pela entrevistada

Fim do conteúdo da página